Skip to content

O ser vivo mais antigo de Portugal? Traditional Geocache

Hidden : 06/17/2018
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


 

Nos anos 80, durante trabalho de campo na Serra da Estrela, o geólogo alemão H. Shroeder-Lanz identificou o que pode ser o ser vivo mais antigo de Portugal: um líquene num bloco de granito na estrada que desce da Nave de Santo António até ao covão da Ametade. Com cerca de 24-25 centímetros de diâmetro, e aplicando o método de medição da idade através da dimensão (aproximadamente 3,1 mm por século), foi possível estimar a sua idade cerca de 7700-8000 anos.

 

O estudo realizado está disponível na página da Revista Finisterra - Revista Portuguesa de Geografia
 

Líquens

Os líquenes são ser vivos peculiares. São considerados organismos compósitos, resultantes da relação simbiótica entre um fungo e uma alga ou uma cianobactéria (bactérias que obtêm energia a partir da fotossíntese). Ocorrem em rochas, árvores ou folhas e nos mais variados ambientes, mesmo os mais adversos à vida, desde o nível do mar às montanhas mais elevadas, em desertos tórridos ou nas regiões polares, e desenvolvem-se a um ritmo muito lento, mas constante, pelo que podem ser um indicador indireto, mas relativamente seguro, da idade da superfície onde se desenvolveu.

 

Líquenometria

O estudo dos líquenes permite chegar a conclusões quanto à idade das rochas onde se encontram, constituindo, por isso, um auxiliar importante em ciências como a arqueologia, a paleontologia e a geomorfologia.

 

Identificar com segurança a espécie correta é essencial para poder aplicar o método de datação, já que a taxa de crescimento varia consoante a espécie, e essa é muitas vezes a parte mais difícil. As espécies mais utilizadas para datação são as pertencentes aos géneros Xanthoria e Rhizocarpon, em particular a Rhizocarpon geographicum, espécie a que pertence este líquen.

 

A cache

A cache está colocada perto do bloco de granito onde este líquen se encontra. Trata-se de um bloco muito grande, coberto de líquenes, pelo que será muito difícil encontrar este especificamente. Eu não o encontrei, mas desafio os visitantes a tentar encontrá-lo, e a publicar as fotos dos candidatos com o log.
 

Leituras recomendadas:

O Rhizocarpon geographicum da Serra da Estrela (artigo mais desenvolvido sobre este líquen)

As gravuras ou os líquenes? Felizmente, no Côa não é preciso escolher

Saiba identificar 6 espécies de musgos e líquenes das árvores e telhados

 

Additional Hints (Decrypt)

Ahz avpub qr crqenf, whagb nb crephefb qn áthn qb qrtryb (ire fcbvyre).

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)