Skip to Content

<

EuroFóssil

A cache by anjomaco Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/14/2018
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


EuroFóssil

Como reclamar esta cache:

As coordenadas publicadas levam-nos a um local onde é possível observar fósseis de gastrópodes.
 
Para reclamar esta cache como encontrada deverá enviar-me um e-mail com as respostas corretas das seguintes perguntas:
 
A cerca de 1,80 metros do chão, no terceiro mosaico (tanto da esquerda para a direita, como da direita para a esquerda), existe um fóssil que pela sua forma e tamanho se evidencia dos restantes...
 
1 - Quantos centímetros de altura tem o fóssil?
 
2 - A que caractere alfanumérico se assemelha o fóssil:
C, 9, e, 0, 6, 8, S ou J?
 
3 - Qual é a cor predominante no fóssil?
 
4 - É um fóssil de que tipo?
 
Se acredita ter concluído com sucesso os objetivos desta EarthCache e já enviou as respostas conforme solicitado, sinta-se à vontade para a registar como encontrada. Mesmo não sendo obrigatório, será bem vinda uma fotografia sua ou do seu GPSr tirada no local (desde que não revele as respostas solicitadas).
How to claim this cache:

The posted coordinates take you to a place where you can see fossils of gastropods.
 
To claim a find for this cache you should send the owner an e-mail with the answers to the following questions:
 
About 1.80 metres (about six feet) from the ground, in the third mosaic (both left to right and right to left), there is a fossil that by its shape and size is evident from the rest...
 
1 - How many cm in height has the fossil?
 
2 -
Which alphanumeric character does the fossil look like:
C, 9, e, 0, 6, 8, S ou J
?
 
3 - What is the predominant color in the fossil?
 
4 - Is it a fossil of what kind?

 
If you think that you have successfully accomplished all the goals of this EarthCache and have already sent the answers to the owner, feel free to log the cache has found.
It is not mandatory, but you’re welcome to post a photo of you with your GPSr taken at the cache spot, provided that it won't reveal any of the answers.

Os Fósseis

 
Translation
   
Amonite
Exemplo de fóssil de amonite
 
Fósseis são restos ou vestígios de animais, plantas ou outros seres vivos em rochas, como moldes do corpo ou partes deste, rastos e pegadas, conservados em contextos geológicos, isto é, nas rochas.
 
A ciência que estuda os fósseis é a Paleontologia. A fossilização raramente ocorre porque a matéria orgânica dos seres vivos tende a ser rapidamente decomposta. Logo, para que um organismo seja fossilizado, os restos devem ser cobertos por sedimentos o mais rápido possível. Existem diferentes tipos de fósseis e diferentes processos de fossilização.
 
O Homem encontrou desde muito cedo rochas com impressões em forma de conchas, ossos de animais e folhas de plantas, ou seja, fósseis. Ao longo de muitos séculos estas impressões estimularam a imaginação do ser humano, tendo originado inúmeras explicações, tendo sido consideradas criações de espíritos maus ou bons, ou sendo designadas de “cobras de pedra”, “pedras mágicas”, “pedras de trovão” e “pedras de sapo”.
 
Embora muitas teorias tenham surgido ao longo dos tempos para interpretar o significado dos fósseis, o seu estudo científico só começou há cerca de 300 anos. A sua verdadeira origem e natureza só foi estabelecida no séculos XVII por alguns naturalistas, que conseguiram estabelecer a relação entre os dentes de tubarão da altura e outros semelhantes, mas fossilizados. Um século antes tinha surgido a designação de “fóssil”. Ela derivou da palavra latina “fossilis”, que significa “desenterrado”, e foi inicialmente usada para designar toda a espécie de minerais e metais extraídos da crosta terrestre.
 
O ramo das Ciências da Terra e da Vida que se dedica ao estudo dos fósseis chama-se “Paleontologia”, sendo os paleontólogos aqueles que os estudam.
 
Muitas vezes as características geológicas de um local não são suficientes para se afirmar com certeza se aí existirão fósseis ou não. Determinados fatores podem ser indicadores da sua presença e são estes fatores que os paleontólogos seguem nas suas pesquisas, sendo as rochas sedimentares aquelas que estão mais relacionadas com a preservação de fósseis.
 
Fossilização
Processo de fossilização
 
Para que se dê a fossilização é necessário que o organismo fique rapidamente ao abrigo dos agentes de erosão, o que acontece quando este ou algumas das suas partes constituintes ou os seus restos são rapidamente cobertos por sedimentos. Este processo desenvolve-se em quatro fases:
1 - Quando morreram os animais depositaram-se no fundo do mar sendo rapidamente cobertos por sedimentos;
2 e 3 - Ao ficarem incorporados nos sedimentos sofreram os mesmos fenômenos de diagénese e metamorfismo, fossilizando;
3 e 4 - As rochas onde os fósseis se encontram incorporados sofrem modificações que fazem elevar alguns estratos;
5 - Os fósseis, devido à erosão ou a outros fatores, aparecem a superfície alguns milhões de anos mais tarde.
 
 
Tipos de fossilização
 
 
a) Moldagem:
As partes duras dos organismos vão desaparecendo deixando nas rochas as suas marcas (impressões), ou seja, o organismo é destruído mas o molde persiste.
Existem dois tipos principais de moldes, o externo em que a concha fica imprimida nos sedimentos sendo posteriormente removida, e o interno em que os sedimentos cobrem a concha que depois é removida ficando apenas o molde da superfície interna. Existem ainda o contra-molde que é o molde do molde externo.
 
Moldagem
   
b) Mumificação:
Os restos dos organismos preservam-se total ou parcialmente, normalmente em materiais como o âmbar, o gelo ou resina fóssil.
 
Mumificação
Insetos mumificados pelo âmbar
   
c) Mineralização:
As partes duras dos organismos, tais como ossos ou conchas, desaparecem, ficando minerais no lugar deles. São transportados em águas subterrâneas. Os troncos das árvores são bons exemplos deste tipo de fossilização.
 
Mineralização
 
d) Marcas fósseis:
São pegadas, marcas de reputação ou até fezes fossilizadas.
 
Marcas fósseis
Marcas das escamas do hadrossauro visíveis na rocha
 
 
Tipos de fósseis
 
 
i) Somatofóssil:
Fóssil de restos somáticos (isto é, do corpo) de organismos do passado. Por exemplo, fósseis de dentes, de carapaças, de folhas, de conchas, de troncos, etc.
 
Somatofossil
Somatofóssil de concha de vieira (Pecten). Miocénico do Algarve
 
ii) Icnofóssil:
Fóssil de vestígios de actividade biológica de organismos do passado. Por exemplo, fósseis de pegadas, de marcas de dentadas, de ovos (da casca dos ovos), de excrementos (os coprólitos), de túneis e de galerias de habitação, etc.
   
Icnofossil
Icnofóssil de pegada de dinossáurio carnívoro (Terópode). Jurássico, Serra de Aire
         
Fontes: AQUI, AQUI e AQUI

Os Gastrópodes

 
Os gastrópodes fazem parte da classe Gastropoda, a maior e mais diversa classe do filo Mollusca, e constituem a classe mais biodiversificada e numerosa dos moluscos. Fazem parte desse grupo as lesmas, caramujos e caracóis.
 
A maioria das espécies é aquática, vivendo tanto em ambiente marinho quanto dulcícola, porém há vários representantes terrestres. A maioria das espécies desse grupo possui uma concha formada por uma única valva. Nestes moluscos é possível distinguir bem as diferentes partes de seus corpos: cabeça, pé e massa visceral. Na cabeça podem ter um ou dois pares de tentáculos que possuem capacidade tátil. A boca possui rádula para raspar superfícies na procura de comida. Os gastrópodes possuem variados tipos de alimentação, podendo ser herbívoros, detritívoros ou ainda carnívoros predadores.
 
Gastropode 01
Turritella communis
 
Os gastrópodes marinhos, habitualmente designados de búzios, realizam sua respiração através de brânquias. Já as espécies terrestres podem ter pulmões simples, formados por cavidades vascularizadas (caramujos e caracóis), outros, como algumas lesmas, respiram através da superfície corpórea.
 
Gastropode 02
Cepaea nemoralis
   
Algumas espécies de gastrópodes são apreciadas como alimento, como a Helix pomatia – o escargot. Outras espécies podem servir de hospedeiros intermediários de parasitas humanos, como os caramujos do gênero Biomphalaria.
 
Nem todos os moluscos apresentam conchas de proteção, mas quando esta está presente tem só uma valva (só uma peça) e pode ser ou não enrolada em espiral. Na ponta da concha é encontrado o material secretado mais antigo. Se a concha tem a espiral orientada para o lado direito, é chamada de concha dextral, se é orientada para o lado esquerdo é chamada sinistral.
 
Gastropode 03
Arion lusitanicus
   
Como a concha serve de proteção, em momentos de perigo alguns animais entram na concha e ficam lá até sentirem que o perigo passou. Por esse motivo, quando o animal se retrai para dentro da concha, a abertura dela é fechada por uma estrutura calcária ou córnea chamada opérculo para evitar que o animal seja retirado de lá.
 
Os gastrópodes têm três subclasses: Prosobranchia, Opisthobranchia e Pulmonata:
- Os prosobrânquios contém os caracóis marinhos e alguns gastrópodes terrestres. Têm tentáculos, opérculo e são geralmente dioicos.
- Os opistobrânquios são animais marinhos que vivem em águas rasas, geralmente escondidos em pedras. Têm dois pares de tentáculos e as suas conchas são pequenas ou ausentes e são todos monoicos. As lesmas do mar, que se encontram nessa subclasse, são muito coloridas, algumas espécies apresentam fileiras de espinhos na região dorsal e são carnívoras, alimentando-se de anémonas.
- Os pulmonados são os caramujos (gastrópode de água doce) e os caracóis (gastrópodes terrestres). São monoicos, têm tentáculos e algumas espécies de água doce são hospedeiros de larvas de parasitas como acontece com a esquistossomose.
     
Fontes: AQUI, AQUI e AQUI

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

69 Logged Visits

Found it 68     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 51 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.