Skip to content

Aldeia de Marcelino Traditional Cache

This cache has been archived.

Bitaro: Olá Castle_man,
Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

More
Hidden : 02/24/2019
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Esta cache pretende dar a conhecer uma pequena aldeia perdida no tempo, de seu nome Marcelino. No fundo do vale onde serpenteia a ribeira da Fróia existiu em tempos uma aldeia feita de casas de pedra e telha de barro. Hoje já estão todas em ruinas e invadidas pelas silvas. A ligar as margens da ribeira existe uma ponte. As encostas do vale são em socalcos e por aqui se cultivou e trabalhou a terra.

A aldeia fica bastante isolada e para lá chegar há que seguir uma estrada de terra batida. Dá para ir a pé, de BTT ou veículo TT. Há duas hipóteses para conseguir aceder à cache: partir desde o lado do Ripanço ou partir desde o lado dos Montes da Senhora.

Este é um local em comunhão com a natureza que nos mostra a resiliência dos nossos antepassados. Já não vivem aqui pessoas hà várias décadas. Dos sons da azáfama agrícola e vida na aldeia de antigamente, ouve-se agora apenas o canto das aves e o marulhar das águas da ribeira em direção ao Ocreza.

A cache não está na ponte nem na ribeira. Deixem tudo como encontraram e façam CITO sempre que possível.

 

Additional Hints (Decrypt)

Qronvkb qn crqen (aãb rfgá an cbagr)

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)