Skip to content

Albergaria Montis de Fuste Multi-cache

Hidden : 06/10/2019
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:




Albergaria da Serra(antiga Albergaria das Cabras) é uma freguesia situada em plena Serra da Freita, a Sul do concelho de Arouca, com 14,37 km² de área e 140 habitantes (Censos 2001). Esta freguesia faz fronteira com os concelhos de São Pedro do Sul e Vale de Cambra. O rio Caima tem a sua nascente nesta freguesia, percorrendo as suas águas de Nordeste para Sudoeste. Esta freguesia designava-se, no início do séc. XIII, como Albergaria de Monte Fuste (“11 albergaria montis de fuste") e, na 1ª metade do séc. XVI, segundo o Censual da Mitra de Lamego, ainda ostentava o mesmo topónimo. Por vezes era simplesmente denominada por Albergaria("Aluergaja")e, ao longo dos tempos, chamou-se Albergaria da Serra, Nossa Senhora da Assunção de Albergaria e, mais tarde, Albergaria das Cabras, topónimo que se vulgarizou no início do séc. XIX e que perdurou até há alguns anos atrás, onde voltou a chamar-se Albergaria da Serra. Houve também, quem lhe chamasse Albergaria de Roças, por uma parte do Monte Fuste ter pertencido à Comenda de Rossas. O seu nome, "Albergaria", deve-se ao facto de aí ter existido uma pousada ou albergaria, fundada pela rainha D. Mafalda e ampliada e protegida por sua neta homónima, a rainha Santa Mafalda.

Alusiva a esta albergaria, subsiste uma lápide de granito na parede do cemitério local, datada de 1641, dizendo ser uma albergaria para pobres e passageiros com a obrigação de dar duas camas, uma para pobres e outra para ricos.


O nome provém de uma albergaria
que aqui existiu e da qual apenas
resta uma placa em granito (com
data de 1641) que se encontra
engastada no muro do cemitério.
Diz-se que os muros actuais do
cemitério são as antigas paredes da
albergaria, à qual tiraram o telhado, e
a porta do cemitério era a porta do
albergue.
Diz-se também que se pagava uma
pensão a quem tocasse uma buzina
até certas horas da noite para
ajudar os caminheiros que
andassem perdidos e evitar
serem comidos pelos lobos.
Sabiam assim, pelo som da
buzina, que ali existia um lugar.
Por Albergaria passava a antiga
via romana de Viseu ao Porto.
Vinha a Manhouce, passava à
Portela da Anta e por Albergaria,
dirigia-se à Farrapa,


A sua antiguidade como povoação, encontra-se atestada através da toponímia, em nomes como "Portela de Anta" e "Anta" e através da existência de uma grande mamoa com um dólmen principal e outros secundários que se encontram no referido local de Portela de Anta, o mesmo onde, em 1257, foi colocado um marco divisório do couto de Arouca por D. Sancho I, alargado por doação de D. Afonso III no mesmo ano, à Abadessa do Mosteiro de Arouca. Por esta freguesia passava também, a antiga via romana que seguia de Viseu até ao Porto; era designada, na Idade Média, por estrada e depois por estrada velha e estrada mourisca. Albergaria da Serra pertenceu à diocese de Lamego e, em 1882, passou a integrar a diocese do Porto. Os habitantes desta freguesia dedicam-se, desde tempos muito remotos, à agricultura e à pastorícia, essencialmente, ocupando-se do pastoreio de ovelhas, cabras e vacas e cultivando algum milho e centeio no Verão.

Mais recentemente, o turismo tem sido uma actividade muito desenvolvida na freguesia. Próxima da povoação de Albergaria da Serra, localizam-se as quedas de água da Frecha da Mizarela, no rio Caima – uma das quedas de água mais altas da Europa. Com cerca de 60 metros de altura, em pleno rochedo granítico do planalto da Serra da Freita, é um verdadeiro pólo de atracção turística e beleza natural. São outros pontos turísticos de visita: as aldeias de Albergaria(onde se situa a nascente do rio Caima), Cabaços, Castanheira (local da existência das pedras parideiras), Ribeira e Mizarela (local da queda de água com o mesmo nome).

Do património religioso, destacam-se a Igreja Matriz e a Capela de Santo António. Outros pontos de interesse são a Mamoa da Portela ou Anta e o Parque de Lazer da Mizarela.

As festas e romarias desta freguesia são a Festa da Ascenção do Senhor, no fim-de-semana seguinte à Ascensão do Senhor, e a Festa da Senhora da Assunção (orago) a 15 de Agosto, ambas na Igreja Matriz na Aldeia de Albergaria da Serra e a Festa de Santo António, no fim-de-semana seguinte ao dia 13 de Junho, na Capela de S. António, na Aldeia da Castanheira.

 

Additional Hints (No hints available.)