Skip to content

O Pinhal Castelões - Penafiel Mystery Cache

This cache has been archived.

asribeiro: O RESPEITO É MUITO BONITO
VALE MAIS PERDER VISITAS QUE PERDER AMIGOS
FIM DE VIDA LOCAL DISPONÍVEL

More
Hidden : 01/30/2020
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation
O Pinhal Castelões - Penafiel

O Pinhal Castelões Penafiel

 

CARACTERIZAÇÃO HISTÓRICO-ARTÍSTICA

·         Época(s) construtiva(s): A Igreja, na sua feição actual, deverá datar do século XVI.

·         Síntese histórica: A freguesia de Castelões de Recesinhos fez parte, até 24 de Outubro de 1855, do concelho de Santa Cruz de Riba Tâmega cuja sede era em Vila Meã. Essa situação remontava pelo menos ao século XIII já que era citada como sendo desse concelho nas Inquirições de 1220 e 1258.

·         Antigas corografias diziam-na composta pelos seguintes lugares: Agrela, Barreiro, Boavista, Bragueses, Casa Nova, Cova, Igreja, Eiró, Espinhal, Estremadouro, Fraião, Folforinho, Fonte, Fundevila, Jericó, Lama de Cheda, Outeiro, Penoucos, Poldras, Ribeiro, Seixosa, Telhado, Vila Nova e Volta de Água. Do seu território constavam também os casais de Candieiro, Cima de Vila , Devesa e Quinta e, ainda, as seguintes quintas: Água Levada, Mains, Nogueira, Outeiro, Santa Maria, Sois, Vale Bom e Vila Nova.

No foral que o rei D. Manuel I concedeu a Santa Cruz de Riba Tâmega, a 1 de Setembro de 1513, referem-se as obrigações a pagar nos termos que se seguem:

“Título de Castelões”

“Item Pero Pires traz um casal de Bustelo por prazo. Paga dele ao senhor da terra de Santa Cruz uma espádua de porco e três galinhas e um cabrito e um almude de vinho e um alqueire de milho.

Item Gonçalo Afonso traz um casal de mosteiro de Travanca. E outro casal de Freixo que traz Mendo Afonso, seu irmão. Pagam deles ao senhor da terra sete reais e meio e um alqueire de milho.

Item Gabriel Dias traz um casal do mosteiro de Bustelo. Paga ao senhor da terra sete reais. Aqui: N 41º 13.544 W008º 10.319

Item esta Igreja paga ao senhor da terra um maravedi e sempre o pagou”.

Por edital do governo civil do Porto, de 29 de Março de 1896, a freguesia de Castelões foi anexada à de S. Mamede de Recesinhos. A situação, que desagradou profundamente aos seus habitantes (tal como acontecera quando foram obrigados a mudar de concelho), foi de pouca dura; de facto, a desanexação ocorreria logo a 18 de Novembro desse mesmo ano.

No século XVIII, a Igreja, que foi abadia da Casa de Sabugal, tinha quatro confrarias (Santíssimo Sacramento; Senhora do Rosário; Santo Nome de Jesus; S. Pedro) e três capelas filiais (São João Baptista, sita na quinta de Vila Nova, que era particular; Nossa Senhora das Neves e São João Baptista, ambas propriedade paroquial).

Igreja com sacrário, no lado direito do altar erguia-se a imagem do Salvador e do lado esquerdo a de Santo António. Tinha dois altares colaterais com as imagens de Nossa Senhora do Rosário (lado direito) e de Santo Cristo (lado esquerdo). Havia ainda imagens de Santa Ana, S. Sebastião e S. Pedro. Dentro da Igreja há uma capela particular que foi da invocação de S. Pedro. Foi instituída, em 1636, pelo Padre Jerónimo Ferraz, que foi Abade da vizinha freguesia de Real.

Francisco Craesbeeck, corregedor de Guimarães, na visita que aí fez em 1726, regista a existência, no interior da Igreja, das seguintes sepulturas com letreiro: António Camelo Cabral, sua mulher e herdeiros; Hieronimo Ferraz e de Francisca da Mota, sua mulher, que faleceu em 21 de Janeiro de 1599, Lopo Moreira, mulher e filhos; Baltasar do Couto, sua mulher, Helena Sirne, e herdeiros (datada de 1600); Bento Ferreira e herdeiros.

Em meados do século XVIII, no território da paróquia havia três Capelas filiais, a saber: a de São João Baptista, sita na quinta de Vila Nova (particular), a de Nossa Senhora das Neves e a de São João Baptista (ambas propriedade paroquial).

Há notícia, desde essa época, de uma procissão que saía de Castelões em direcção à ermida de Nossa Senhora da Natividade (mais conhecida por Capela do Pinheiro), em Ataíde (Vila Meã). Com o decorrer dos anos, essa tradição acabou por se perder.

 

 

A Cache

 

A Cache não se encontra na coordenada publicada

Para a desvendares, tens que descobri-la aqui: na Listing

Deixa igual




Additional Hints (Decrypt)

An onfr

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)