Skip to content

F&F PT - Alytes obstetricans Traditional Cache

A cache by F&F Message this owner
Hidden : 07/06/2020
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Este conjunto de caches colocadas ao longo da ciclovia que liga a Zona Industrial da Tocha e a praia, tem como motivo a Fauna & Flora existente no Sítio Classificado das Dunas de Mira, Gândara e Gafanhas da Rede Natura 2000.

  "O Sítio caracteriza-se por um cordão dunar litoral contínuo, formando uma planície de substrato arenoso com um povoamento vegetal de resinosas e matos, com pequenas lagoas abastecidas por linhas secundárias de água doce.
       A tipologia das dunas, a especificidade dos espaços intradunares, a pujança das dunas primárias e a excelência das dunas longitudinais, associadas a um estado de conservação razoável, conferem ao Sítio, num contexto europeu, uma reconhecida importância quer em termos de desenvolvimento espacial, quer em termos de unidade sedimentar e ecológica.
       O campo dunar de Vagos a Quiaios, que inclui dois tipos de dunas diferenciados - dunas frontais do cordão litoral, activas e instáveis, e dunas antigas com formas bem conservadas e consolidadas - ocupa 62 % da área do Sítio, sendo por isso de destacar o largo conjunto de habitats psamófilos.
       Realce para as vastas áreas ocupadas por dunas móveis embrionárias (2110), dunas brancas, dominadas por Ammophila arenaria subsp. arundinacea (2120), e dunas semifixas (cinzentas) (2130*), com uma comunidade arbustiva endémica, no seio da qual é visível Armeria welwitschii.
       Referência para a presença de depressões húmidas intradunares (2190), de dunas com vegetação esclerófila (2260), de tojais sobre dunas descalcificadas (2150*), de dunas mediterrânicas com pinhais-bravos (Pinus pinaster) com subcoberto arbustivo espontâneo (2270*) e de matagais de Salix arenaria em depressões dunares (2170), sendo este o único Sítio onde este habitat se encontra assinalado.
       Ocorrem lagoas eutróficas permanentes com comunidades vasculares (3150) e também águas oligotróficas sobre solos arenosos com vegetação da Littorelletalia (3130). Destaque para a ocorrência da Thorella verticillatinundata, espécie reduzida a populações diminutas face ao estado de ameaça a que o seu habitat está sujeito.
       Interessa ainda citar a presença florestas mistas sub-higrófilas de Fraxinus angustifolia, Quercus robur e Ulmus minor (91F0), em depressões associadas à margem dos planos de água.
       Salienta-se ainda a importância do Cabo Mondego (Figueira da Foz), em termos geológicos e geomorfológicos, destacando-se o facto de conter um dos poucos estratotipos do Jurássico (único em Portugal, por apresentar toda a série).
       Um dos poucos locais de ocorrência confirmada da lampreia-de-riacho (Lampetra planeri)."

In: http://bdjur.almedina.net/item.php?field=item_id&value=1290347

 

O sapo-parteiro ou sapo-parteiro-comum (Alytes obstreticans) é uma espécie de anfíbio anuro da família Alytidae.

A sua área de distribuição inclui: a Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal e Reino Unido.

O seu habitat natural são: florestas temperadas, florestas tropicais secas ou subtropicais, pradarias, rios, lagos de água doce, marismas de água doce, marismas de água doce temporários, desertos temperados, terrenos aráveis, pastagens e áreas urbanas.

Está ameaçada por perda de habitat.

Additional Hints (No hints available.)