Skip to content

O Chalé do Aviador Traditional Geocache

Hidden : 09/05/2020
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


O Chalé do Aviador

Nesta casa viveu um dos homens que realizou dos mais importantes feitos da aviação portuguesa: ANTÓNIO JACINTO DA SILVA BRITO PAES FALCÃO. 

Homem agraciado com as maiores honras de Portugal e França. Fez as importantes viagens aéreas pioneiras da Travessia do Atlântico, em 1922 e o célebre "Raid" Portugal-Macau, viagem que partiu de Vila Nova de Milfontes, em 1924.

Membro de uma família burguesa do concelho de Odemira, para além de uma personagem importante de Portugal, é uma figura muito importante para Colos, freguesia onde nasceu e para o concelho de Odemira. 

O aviador terá utilizado um terreno próximo para campo de aterragem, tentem identificar no local onde terá sido.

Ninguém de bom senso compreende o estado lastimável a que chegou a casa do Monte do Chalé, onde o aviador viveu. Actualmente a propriedade pertence a uma instituição local.

Brito Pais

Militar e aviador. Nasceu em Colos, em 1884, e faleceu em fevereiro de 1934, em consequência de um acidente de aviação. Em 1907 ingressou na Escola do Exército, onde cursou infantaria. 

Serviu no Batalhão de Caçadores 5 e na Companhia de Niassa, de onde regressou em 1912 por motivos de doença.

 Em Junho de 1917 embarcou com destino a França, integrado no Corpo Expedicionário Português. Logo que chegou a França, ingressou na Escola de Aviação de Avord, de forma a receber a formação para piloto aviador. Em Setembro desse ano, foi promovido a capitão, e em Novembro recebeu o seu brevet. Combateu com a Infantaria 15 do CEP, sendo condecorado com a Cruz de Guerra, Torre e Espada e Legião de Honra Francesa. 

No final da Grande Guerra foi colocado no comando da Esquadrilha de Bombardeamento e Observação do Grupo de Esquadrilhas de Aviação “Republica”.

Em 1920, juntamente com Sarmento Beires, tentou fazer a ligação aérea à Madeira que não foi bem sucedida, embora Brito Pais tenha recebido um louvor pelo seu zelo na organização do raid. 

Em 1924, com Sarmento Beires e Manuel Gouveia, faz a primeira viagem aérea Portugal-Macau, sendo o comandante do avião “Pátria”, que descolou de Vila Nova de Milfontes. Esta foi uma das principais viagens na história da aviação portuguesa, que teve como principal objectivo demonstrar a capacidade dos transportes aéreos para fazer a ligação entre Portugal e as colónias. Por este feito, foi premiado com o grau de comendador na Ordem da Torre e Espada.

Durante a sua carreira militar, Brito Pais foi alvo de vários louvores e condecorações, incluindo comendas na ordens da Torre e Espada, Cristo e Avis, e as medalhas da Cruz de Guerra,das Campanhas do Sul de Angola, das Campanhas de França, de Bons Serviços (grau prata), de Comportamento Exemplar (grau prata), e da Vitória.

Em 16 de Outubro de 1934, a Gazeta informou que tinha sido feita a cerimónia da primeira pedra para um monumento aos aviadores do Raid Portugal - Macau, no Largo Brito Pais, em Vila Nova de Milfontes, ponto de onde tinha partido o Raid. Este é o famoso monumento do avião que podemos encontrar actual no largo em frente do Castelo de Vila Nova de Milfontes (Forte de São Clemente).


This page was generated by Geocaching Portugal Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

neohfgb

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)