Skip to content

De Belém, a Fonte Longa Traditional Geocache

Hidden : 08/07/2022
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Após percorrer a bonita N222, aproveite para fazer um desvio e apreciar esta bela vista para a Fonte Longa e as terras da beira alta. Dê um passeio até ao centro (igreja) e conheça os habitantes honestos, trabalhadores e bonitos desta bela terra. No passeio repare nas construções antigas e tome nota de que em 1864 haviam cerca de 533 habitantes na aldeia. 

 

"Fonte Longa

Há notícias do povoamento da Fonte Longa desde o período neolítico, face aos vestígios encontrados dessa época, como os machados polidos. No sítio dos “Montes” encontram-se vestígios de cerâmica que nos levam à Idade do Bronza

Foi igualmente povoada no período da romanização, como o atestam diversas moedas encontradas no seu aro. Pertenceu á Comenda da Ordem de Cristo, que compreendia Longroiva, Meda, Muxagata, Santa Comba e Fonte Longa.

A Fonte Longa é um povoado interessante, com o seu casario incrustado numa meia-encosta que tira partido do sul. Abrigada dos frios do Norte, nela se produzem culturas próprias das terras quentes ou mediterrânicas, como são a amendoeira, a oliveira e a vinha. Dos seus amendoais pode dizer-se que eles se tornam o melhor cartaz das amendoeiras em flor em todo o Concelho da Meda; dos olivais, que deles se consegue extrair um dos mais finos azeites do Alto-Douro e das vinhas, que estas, por se encontrarem na Região Demarcada do Douro, contribuem poderosamente para a fama dos bons vinhos desta região, incluindo o famoso “vinho fino, generoso ou do “Porto”.

O Capelão da Casa Real e Abade de Cedovim, nos finais do século XVIII, dizia que no território da Fonte Longa “se produz muito centeio, trigo, cevada, milho, feijões, grãos, garrobas”, sendo também abundantemente em gado miúdo e caça. Tinha então 129 fogos (habitações) e 223 almas, enquanto no século anterior tinha apenas 100 fogos mas 400 almas. Porém, no ano de 1900 a Fonte Longa possuía no seu termo 161 fogos e 578 almas. O património arquitectónico e artístico desta freguesia merece também algumas referências. Desde logo a sua Igreja Matriz, situada num belo largo, com capela-mor e sacristia. Dedicada a Santa Maria Madalena, tem um altar de estilo barroco e altares laterais dedicados a Nossa Senhora do Rosário e ao Menino Deus.

São, respectivamente, dos séculos XVII e XVIII as imagens da Padroeira e de Santo António, ali se encontrando uma cadeira paroquial que é da época de D. José I. A capela de Nossa Senhora de Belém, nas proximidades da povoação, está implantada em aprazível lugar. É de construção airosa, barroca, e possui um altar da época de D. Maria I. Lá dentro se encontra a piedosa e antiquíssima imagem de Nossa Senhora de Belém, que, ainda não há muitos anos, motivava uma concorrida romagem anual na quadra da Páscoa.

Nos últimos anos a população da Fonte Longa passou a beneficiar de diversos importantes melhoramentos que contribuem para a sua qualidade de vida. Sem se falar de obras de abastecimento de água, de saneamento e de calcetamento das suas ruas e largos, a sede da freguesia foi electrificada em 1968.

A constituição da Associação de Municípios do Rio Torto, que integra o concelho da Meda, veio permitir um desafogado abastecimento de água às populações do Concelho, com o que a freguesia da Fonte Longa, bem como as restantes freguesias do Concelho, viram eficazmente resolvido um dos problemas que as afligia." - Pedro Lourenço, 18/06/2017

Additional Hints (Decrypt)

Orz yá ab pnagvaub Cneb rh cnen qrfpnafne Qbh qbvf cnffbf cnen cregvaub Cnen b ireqr nypnaçne

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)