Skip to content

Em busca do ouro perdido no Castelejo (PR9 NIS) Traditional Cache

Hidden : 05/01/2024
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Castelejo (PR9 NIS)

Na fronteira norte do Conhal do Arneiro e destacando-se sobre os resíduos da exploração romana de ouro no rio Tejo, fica o Castelejo, com 15 m de altura. A sua geometria, constituição e posicionamento estratégico no centro da exploração mineira são sinais da sua artificialidade. Poderá ter sido um local de vigilância da exploração mineira e do tráfego fluvial no Tejo aurífero.

Castelejo significa pequeno castelo.

 

Conhal do Arneiro

No séc. I, o naturalista romano Plínio, O Velho – autor da monumental compilação científica Naturalis, refere a exploração destes depósitos associados ao rio Tejo como Aurifer Tagus. Aqui, o metal precioso era lavado com a água da ribeira de Nisa, que era conduzida desde a Senhora da Graça. Aliás, o povoado com este último nome poderá ter funcionado como centro administrativo desta exploração de ouro no tempo romano. O canal ou levada, que fornecia água ao Conhal do Arneiro, é conhecido localmente como “vala dos mouros”.

Provando a qualidade do minério alentejano, D. João III terá mandado fazer um ceptro em ouro, extraído deste rio, e Vasco da Gama uma cruz, mostrando, assim aos venezianos que, em Portugal, havia metal mais precioso do que o do Oriente. Ferro, aço e prata foram igualmente metais outrora explorados nas margens do Tejo.

Additional Hints (Decrypt)

Ngeáf qn crqen tenaqr.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)