View Geocache Log

Found it ajsa found Ermidas-Sado [Santiago do Cacém]

Tuesday, April 15, 2008Setúbal, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Era uma vez, um casal de recém-geocachers que depois de um fim-de-semana de azar onde se avariou o tractor, a água acabou, o esquentador avariou, a máquina de lavar deixou de funcionar, um pequeno perdeu-se lá na terra e a máquina de fotografias parou, decidiu colocar todos estes infortúnios atrás das costas… …Atrás das costas, então atrás das costas não é a barriga? Bom deixa!

Eles acharam por bem pararem o trabalho do azarado de fim-de-semana e irem gozar a tarde de domingo à procura duma cache, coisa ainda nova para eles, para os lados de Ermidas do Sado (ups, não é gozo, é a forma como eles conheciam o local)

Enquanto viajavam iam conversando de como era agradável aquela actividade, que estavam a conhecer novas coisas e locais até que muito próximo do seu destino e durante um pequeno descuido a ler um conjunto de sinais indicadores… Chiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, pum!!!!

Primeiro acidente do jogo. Bateram na traseira dum carro que estava parado à sua frente, sorte foi a baixa velocidade a que iam mas ainda assim foi o suficiente para rebentar com tudo quanto era plástico do seu carrinho a ponto de começarem a pensar num novo carro.

Algum tempo depois, e como a experiencia ainda lhes atormentava a consciência, lá acabaram por fazer uma nova tentativa mas desta vez com algum stress a acompanhar, o stress de reviver o acidente. Rapidamente conseguiram alcançar o primeiro ponto, e o segundo e num ápice estavam a tentar o local final…..

Este é o início da nossa história para a concretização desta cache que pelo desafio criado, pelas dificuldades ultrapassadas e pelo local final, mereceu bem toda a nossa dedicação.

Neste segundo ataque, naquele que julgávamos ser o local final da cache porque não fizemos a contabilidade em condições, já chegamos muito tarde ao local que, aliás foi uma constante até ao found, e na projecção do ponto alcançávamos apenas sobreiros. Tivemos de saltar valetas escavadas pela erosão da água, procuramos desesperadamente o ponto zero absoluto às apalpadelas porque a lanterna tinha acabado de ficar sem pilhas mas sempre sem sucesso.

Após diversas investidas num circuito carro, fonte, terreno, e já estando a noite completamente escura onde apenas as diferentes tonalidades de escuridão no solo faziam distinguir as valas do terreno que se pudesse calcar, acabamos por desistir e adiar para uma próxima oportunidade.

Em casa, e com mais umas dicas pessoais do owner, lá conseguimos verificar o nosso erro e obter informação mais exacta acerca do local final. A ideia era chegar, projectar e encontrar!

Algum tempo mais tarde, numa viagem de regresso a casa vindo de Lisboa, o ajsa voltou a tentar a sua sorte. Foi ao segundo ponto confirmar os dados, deu com o último passo e projectou o ponto. Estava escuro, uma vez mais, e o GPSr apontava na direcção de um canavial. Olhou ao seu redor, mas sozinho, com uns cães a ladrar bem perto, um canavial entre si o ponto final e uma noite escura: o melhor é desistir e voltar a investir mas de dia.

(continua...)

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us