Skip to Content

View Geocache Log

Found it Felinos found La Ruta de Los Túneles - Barca d'Alva

Saturday, May 26, 2012Guarda, Portugal

#374, 5/26/2012 @15:17
(log 1/2)
No dia 14 de Abril de 2011 descobri esta cache por causa de um post no geopt.org. Nesse mesmo dia enviei para um grupo de amigos um e-mail com o link do post, da página da cache e de um blog sobre o tema, com a mensagem “façam o favor de ver isto!”

O desejo nasceu… a vontade de realizar esta caminhada, viver esta aventura, sentir aquela paisagem, percorrer aquele trilho era enorme… mas... (há sempre um “mas”…) sabia que existia um grande constrangimento: as vertigens da Felina! Era impossível realizar este percurso com a felina… não dava mesmo!
Tive que ir “adormecendo” a vontade, relegando para um canto o ímpeto de me fazer à estrada e atacar este trilho… De vez em quando o tema era abordado, as conversas apareciam e a vontade emergia…

Até que apareceu uma oportunidade… um evento da empresa da felina num fim-de-semana de Maio… uma enorme vontade de ir a Barca d’Alva… a disponibilidade dos Reixão… a vontade do lgass e da melpm… “Luís, que tal o BTC #7 na Ruta de los túneles?”… o Out of the Box do geopt… “António, Peter!, como é?”… a disponibilidade do Cláudio Cortez… Uns queriam ir numa data, outros noutra… falei com uns, falei com outros… havia vontade, mas era preciso algo mais… então disse: “caros, esta é a minha janela de oportunidade: 26 de Maio de 2012. Vamos?”

E assim, de um momento para o outro, o sonho ia concretizar-se… a viagem ficou marcada! Os dias de Maio pareciam não passar… a meteorologia estava de pernas para o ar… frio, chuva, muita chuva… “ai a ruta”, pensava eu… Mas os astros alinharam-se, o clima ajudou e no dia 26 de Maio juntou-se um grupo muito interessante em Barca d’Alva.

A viagem até Espanha foi em modo solitário… 5 carros, 5 condutores… pelas 08:30 lá fomos até à estação de La Fregeneda. No regresso, o ajsa deu-nos um pouco de emoção tipo rally de Portugal… “Hard Left, soft right, full ahead”, dizia eu em jeito de navegador…
De regresso a Barca d’Alva já estava o grupo preparado para partir. Esperavam-nos 17 km de caminho, 20 túneis, 13 pontes, travessas e balastro… O tempo não poderia estar melhor. Relativamente fresco para caminhar, mas suficientemente quente para não ter frio de t-shirt… algumas nuvens no céu que pareciam pedaços de algodão… e que ora deixavam o sol brilhar em todo o seu esplendor, como o escondiam e nos ajudavam a progredir…
A exploração da estação foi detalhada… uma estação que terá sido muito importante no seu tempo está completamente destruída, abandonada… fechar os olhos e tentar ouvir o rebuliço que existia há 100 anos atrás quando passava o expresso para Paris…
… a plataforma giratória, os armazéns, o depósito de água para as locomotivas…
E o início do caminho! A primeira ponte, o marco da fronteira. Ainda agora começava a caminhada e já estávamos em território espanhol. O Douro e o Águeda, a junção dos dois rios… uma ponte em bom estado…
Sempre com o rio Águeda do nosso lado direito e com Portugal à vista, a caminhada continuou… até à primeira ponte. Aqui foi o primeiro “choque”… a ideia de que qualquer percalço poderia ser fatal… a adrenalina, o calor… e… primeira travessia concluída!
A partir da 2ª ponte a confiança aumentou e a travessia já corria “sobre rodas”. Na 3ª ponte um desafio maior: descer à via de serviço e descobrir uma outra cache no caminho…
(continua)

[url=http://www.geopt.org/link.php?gctools=4]Logged by Geopt Geocaching Tools[/url]

infoA multi-cache ("multiple") involves two or more locations, the final location being a physical container. There are many variations, but most multi-caches have a hint to find the second cache, and the second cache has hints to the third, and so on. An offset cache (where you go to a location and get hints to the actual cache) is considered a multi-cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page