Skip to Content

View Geocache Log

Found it joom found DESPORTO É VIDA # 14 - O BURACO DOS MOUROS

Sunday, May 20, 2018Braga, Portugal

#8645 @10:58

Nova incursão para os lados de Campo do Gerês para uma caminhada matinal.

Estava já nos braços de Morfeu, com o despertador para a hora ainda antes das galinhas e do aparecimento do astro-rei quando algo me fez olhar para as horas. Nessa altura reparei que ainda devia estar a dormir e que tinha acabado de ser publicada esta cache. E como a curiosidade matou o gato comecei logo a dever minutos à cama. No fim do dia e quando regressar de mais uma incursão às montanhas do mapa verde vou pagar isto, pensei.
Olhei para a cache e despertei: cache mistério? Da série Desporto é vida? Fui ver onde era para ver se ficava nos mesmos lados para onde íamos daí a umas horas. E como esta solução é há muito conhecida não demorei muito a colocar o primeiro verde no certitude. Estava na hora de retomar o sono e esperar que fosse a hora marcada. No entanto ainda fui ver onde era antes de fechar as pestanas.

Hoje, um pouco amassado pela quase vintena de quilómetros do dia anterior, decidi à última hora que aqui viria. Não estava prevista a vinda mas o bichinho falou mais alto. Estava ali uma oportunidade para tentar um FTF. Já tinha reparado logo na manhã de ontem que havia mais um verde. Estabeleci um plano e por onde iria. Seria uma volta matinal e com direito a almoço já em casa.
Um pouco antes das nove e meia estava a começar a andar rumo ao ponto zero. Optei por não estacionar logo ali perto da curva asfaltada e avançar o mais possível pelo caminho. Assim poupava umas centenas de metros e que no regresso seriam apreciadas com um especial prazer. Não fiquei muito longe da latada.
Fui subindo por caminhos conhecidos e já a sentir o Sol e a ver a distância à cache a diminuir. Embora não soubesse onde era o Buraco dos Mouros, a zona onde está o ponto zero não, por isso apontei a uma elevação ali ao lado e quando lá chegasse seguiria o trilho, sim por quase sempre há um trilho, procuraria o melhor acesso à entrada para a escuridão.

A caminho reparei num movimento mais à frente e vi que eram uns corredores que aproveitavam a manhã dominical para gastar calorias. Pelo menos há mais quem usufrui desta fabulosa zona, cogitei comigo mesmo. Embora fossemos no mesmo trilho não me cruzei com eles. Quando cheguei ao prado já não estavam à vista. Continuei a subida interminável, com algumas variações o caminho desde o carro é sempre a subir e percorrida a última meia centena de metros, em alerta para não subir demasiado, estava ali ao lado do ponto zero.
Aí tinha duas hipóteses enquanto admirava, mais uma vez, a fabulosa paisagem das águas da albufeira da aldeia mártir e das encostas da Serra Amarela agora pintada com cores primaveris: seguir a eito pelo mar de plantas carinhosas ou ir até à formação rochosa e descer por aí. Escolhi obviamente a opção que me pouparia a mais uns riscos na carenagem.

Com a distância a diminuir para números aceitáveis fui descendo estar à cota e dar de caras com a entrada de um buraco. Olhei para o GPSr, pelo que indicava podia ser ali. A zona é propícia à dança da setinha em modo Vira do Minho, mas algo que me dizia que era ali. O local era apropriado a um posto de vigia e tentei imaginar toda esta zona ainda sem a presença da imensa massa de água e só como acesso a geira romana.
Tirei a mochila, pousei a máquina, fiz uma pausa na música nas orelhas, e retirei o frontal da mochila. Estava na altura de explorar o que via. Na primeira incursão nada vi e regressei à claridade. Olhei para a zona envolvente, olhei de novo para o GPSr e só podia ser ali.
Retomei a carga e mais uma vez “rastejei” buraco a dentro e pouco depois constatei que a pista no certitude era certeira. A cache estava ali à minha espera e ainda só com o registo de quem a tinha vindo ajudar na sua colocação.

Cumpridas as formalidades continuei pelo trilho, com a paragem de autocarro do Sarilhão à vista e em pouco mais de 2 horas e meia estava no carro.
.
E foi um saboroso FTF
Houve troca de TBs
Obrigado pela cache

Os fetos de boas-vindas

Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page