View Geocache Log

Found it Clavent found Last Home of Gertrude [Mafra]

Saturday, November 9, 2013Lisboa, Portugal

It looks like your log contains HTML or UBB formatting. We now use Markdown formatting because it works on both web and mobile. Would you like to convert your log?

Success! To keep these changes, hit “Submit Log Entry” at the bottom of the page.

Hmm. Some of your log formatting is not supported. You might want to remove it and use Markdown formatting.

Com o propósito de participar na caminhada integrada na Geocastanhada na Achada, falei com os amigos Sandrain77 e dupla Danaz, para seguirmos todos juntos para o Evento.

Foi em boa hora que o Sandgrain sugeriu encontrarmo-nos mais cedo, para visitar a casa da Gertrude, situada "numa aldeia muito gira que está abandonada e que ficava bem a caminho".

Porque não tinha nada previsto para essa manhã (senão acordar mais tarde), concordei imediatamente com essa excelente ideia, até porque teríamos até horas para poder desfrutar a visita nesse pequeno povoado.

Assim foi. Combinada a hora com Danaz lá seguimos todos, no mesmo carro, em direção a Cheleiros, aproveitando para fazer duas ou três caches quase "drive in" que se atravessaram no caminho.

Quando vimos um acesso de terra batida, que até parecia ser aquele, e até onde estava um carro estacionado, com "cheiro" a caches, decidimos estacionar para seguirmos o resto do caminho a pé.

Só que numa olhada ao GPS, percebemos que havia uma linha azul que se nos ia atravessar no caminho, e isso não era bom. Como vimos um outro acesso mais tranquilo metemo-nos outra vez no carro e seguimos para a segunda alternativa.

Depois dum pequeno mas muito agradável passeio por caminhos de outros tempos chegamos finalmente à aldeia. Descemos mais um pouco, e qual não foi o nosso espanto, quando vimos que, junto ao gz, estava um grupo de pessoas que só podiam ser geocachers.

E eram! claro que começamos logo na brincadeira enquanto nos aproximávamos, do tipo, "disfarça agora para não pensarem que somos geocachers!" - coisa normal.

Começamos o diálogo, ficamos a saber que aquela aldeia na lista comum de caches a visitar e o destino era o mesmo, da Geocastanhada na Achada.

Desse animado grupo, imediatamente reconheci a Flora - Lusitana Paixão, que já antes tinha visto no Passeio das Falésias, em Sintra (e na capa da revista da Geopt ) e que eu bem sabia que tinha estado recentemente na encantadora ilha de São Miguel, nos Açores.

Inevitavelmente foi logo o mote para a conversa se seguiu.

Depois de visitada aquela bela aldeia abandonada estranhamente tão perto de Lisboa e embora degradada pelo tempo, não estava vandalizada, coisa rara nestes dias, decidimos seguir caminho em direção ao carro.

Estávamos tão distraídos e descontraídos que acabamos por virar à esquerda onde devia ser à direita e assim fizemos mais uns dois quilómetros nesse bonito caminho rural.

Esta foi seguramente uma visita à casa da Gertrude onde o menos importante acabou por ser mesmo a cache propriamente dita. No entanto foi ela que nos proporcionou esta fantástica visita.

Obrigado.

Fica um natural favorito.

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us