View Geocache Log

Found it Gato Maltês found Cruziana [Penha Garcia]

Wednesday, June 17, 2015Castelo Branco, Portugal

Costuma dizer-se que não há duas sem três e, talvez à conta desta popular alegoria, no dia em que fui ver as trilobites superei o meu recorde dos últimos tempos. Consegui o feito notável de, no espaço de apenas meia-dúzia de horas, aumentar o meu pecúlio selectivo em três pontos. E que descobertas fantásticas foram! À conta de tamanha admirabilidade, a redacção obrigatória do registo de quem encontra o que procura, prenunciava-se mais exigente do que o “habitué”, pelo que está assim justificada esta dilação.
Se no mais humilde “tupperware” me preocupo em depositar alguma eloquência na narração da aventura, numa cache tão perfeita como esta não poderia deixar que o desleixo tomasse conta da escrevinhação desta simples estória.

Após uma manhã magnificamente preenchida na aldeia mais portuguesa de Portugal e depois de degustar um belo almoço mesmo ao lado de Penha Garcia, foi chegada a hora de visitar a famosa trilobite que dá pela graça de Cruziana.
Há muitas formas de digerir um ensopado de javali, e uma caminhada pelos trilhos da “PR3 – Rota dos Fósseis” revelou-se, de forma análoga, como um item desse cardápio nada sedentário.

Após o estacionamento do confortável autocarro liguei o guia electrónico que, por acaso, tem o nome de um estado da terra dos cowboys e comecei a seguir o trajecto que me levaria até ao leito do rio Ponsul. Sorte minha, ou simples mordomia, ainda antes de começar a caminhada, tive o privilégio de ser convidado a visitar o “Museu do Paleozóico” dedicado aos seres que há cerca de 400 milhões de anos por ali habitaram. Só pela informação absorvida já tinha valido a pena ir até esta pitoresca e deleitante aldeia.

Estava calor e o meu físico solicitava-me lugares umbráticos, mas como esta promissora earthcache era o propósito maior da visita, acabou pois, por suprimir tenazmente a preguicenta lazeira que teimava em se assenhorar da minha pessoa. Daí que, poucos minutos depois, dei por mim balbuciando pasmosamente vocábulos admirativos na mesma proporção em que ia sendo envolvido pelo mágico vale.
Serpenteando o pedregoso trilho, entre cliques e surpreendentes contemplações, os meus passos cruzaram-se com os do Senhor Domingos, que deambulava calmamente por ali e que gentilmente me levou até à “Casa dos Fósseis” onde recebi mais uma dose de saber icnológico. Foi até graças à ajuda dele que, sem necessidade de procurar, dei de caras com a personagem principal deste argumento: a paleozóica Cruziana que, pela sua eterna e rochosa imobilidade, se revelou um excelente motivo fotográfico.

Entre vocábulos e trocadilhos, enquanto me preparava para regressar, deixei, num aceno ondulante de mão, um simplório agradecimento pela forma fantástica como fui recebido.
Lá em cima, o castelo chamava por mim e alguns minutos depois acabei por responder ao seu altivo apelo, deliciando-me com a paisagem que se estende e desenrola ao redor e para além das suas anciãs muralhas.

Haveria muito mais a dizer sobre esta fabulosa geocache, mas o limite quase ditatorial dos 4000 caracteres corta o fio à meada e abafa a inspiração, pelo que se quiserem saber o quão belo é este tesouro terão mesmo de lá ir.

Este registo foi efectuado após a respectiva autorização e denotando intenção firme e consciente em não respeitar o (des)acordo ortográfico.

O meu agradecimento sincero ao Bargão Henriques por se dado ao trabalho de partilhar o conhecimento que um local tão fantástico como este tem para oferecer.

OPEC - TFTEC

Cruziana I

Additional Images Additional Images

Cruziana I log image Cruziana I

Cruziana II log image Cruziana II

Cruziana III log image Cruziana III

Cruziana IV log image Cruziana IV

Cruziana V log image Cruziana V

Cruziana VI log image Cruziana VI

Cruziana VII log image Cruziana VII

Cruziana VIII log image Cruziana VIII

Cruziana IX log image Cruziana IX

Cruziana X log image Cruziana X

Cruziana XI log image Cruziana XI

Cruziana XII log image Cruziana XII

Cruziana XIII log image Cruziana XIII

Cruziana XIV log image Cruziana XIV

Cruziana XV log image Cruziana XV

Cruziana XVI log image Cruziana XVI

Cruziana XVII log image Cruziana XVII

Cruziana XVIII log image Cruziana XVIII

Cruziana XIX log image Cruziana XIX

Cruziana XX log image Cruziana XX

Cruziana XXI log image Cruziana XXI

Cruziana XXII log image Cruziana XXII

Cruziana XXIII log image Cruziana XXIII

Cruziana XXIV log image Cruziana XXIV

Cruziana XXV log image Cruziana XXV

Cruziana XXVI log image Cruziana XXVI

Cruziana XXVII log image Cruziana XXVII

Cruziana XXVIII log image Cruziana XXVIII

Cruziana XXIX log image Cruziana XXIX

Cruziana XXX log image Cruziana XXX

Cruziana XXXI log image Cruziana XXXI

Cruziana XXXII log image Cruziana XXXII

Cruziana XXXIII log image Cruziana XXXIII

Cruziana XXXIV log image Cruziana XXXIV

Cruziana XXXV log image Cruziana XXXV

Cruziana XXXVI log image Cruziana XXXVI

Cruziana XXXVII log image Cruziana XXXVII

Cruziana XXXVIII log image Cruziana XXXVIII

Cruziana XXXIX log image Cruziana XXXIX

Cruziana XL log image Cruziana XL

Cruziana XLI log image Cruziana XLI

Cruziana XLII log image Cruziana XLII

infoAn Earthcache is an educational form of a virtual cache. The reward for these caches is learning more about the planet on which we live - its landscapes, its geology or the minerals and fossils that are found there. Many Earthcaches are in National Parks. Some are multi-cache in form, and some have a physical log book located in or close to a Visitor Center. Earthcaches are developed in association with the Geological Society of America. For more information go to http://www.geosociety.org/earthcache/
Visit Another Listing:

Advertising with Us