View Geocache Log

Found it AntMadeira found TF-04 O Eremita

Friday, November 11, 2016Leiria, Portugal

Périplo Das Mais Eremitas


Ontem decidi que iria aproveitar o dia de hoje para procurar a cache que há mais tempo estava por encontrar no distrito de Leiria. A cache mais eremita, portanto.
E não podia ter melhor nome: TF-04 O Eremita. Além desta, pretendia fazer também a terceira e a sexta há mais tempo sem visitas e que ficavam na mesma região: a The 3 Big Bs: Brahms e a Buracas, com 608, 556 e 462 dias sem visitas, respectivamente.


TF-04 O Eremita

Concluída a visita à The 3 Big Bs: Brahms e à Buracas, chegava a vez da cache principal do dia, precisamente a que estava há mais tempo sem visitas no distrito de Leiria, há quase 2 anos!
É claro que um dos motivos para tal é o acesso complicado, mas também, provavelmente, porque aqueles que mais coragem tinham para cá vir acima já o fizeram.
A subida fez-se rumo à cache das Buracas, e depois foi quase em linha reta que aqui cheguei, embora o caminho tivesse sido tudo menos rosas. Os carreiros nem sempre seguem para onde queremos ir, e o desnível e o mato alto em certos sítios deixaram marcas no corpo...
No entanto, tudo isso se dissipou quando cheguei à entrada desta gruta. É um sítio que impõe realmente um grande respeito, mas não estava nada preparado para o que ia encontrar lá dentro... Nunca imaginei que o espaço fosse tão grande e amplo!
Como me tinha esquecido da lanterna no bólide foi bom haver luz natural suficiente lá dentro para se poder ver sem ajuda artificial.
Dei por ali uma volta, sempre com cuidado para ver onde punha os pés, e decidi armar-me em Tarzan, subindo algumas reentrâncias à procura da cache. Apesar do nível de dificuldade elevado, não podia ser tão difícil encontrá-la a julgar pelos registos anteriores e foi já depois de ter torcido o pé de cinderela que me decidi a parar um pouco e olhar para as paredes da gruta com olhos de ver. Pé ante pé, lá fui analisando os melhores sítios possíveis sem que os muggles lhe chegassem facilmente (sim, porque o local mostra marcas evidentes da visita frequente de homo sapiens. Até que houve algo que me chamou a atenção. O pé doía-me, mas não o suficiente para me impedir de fazer mais aquele esforço. E lá estava ela, há quase 10 anos à minha espera.
Foi com grande alegria que a abri e li muitos dos registos que se encontravam no caderninho, onde também deixei o meu para a posteridade.
Ainda tive direito a um trackable e uma bucha à entrada da gruta com vista privilegiada, que um homem não é de ferro e a larica já apertava.
A descida também não foi pera doce, mas com a alma retemperada é bem mais fácil.

Fica o meu mais que merecido favorito, numa cache daquelas que um dia poderei contar aos meus netos que fiz.

Obrigado pela colocação da cache e pela georreferenciação deste local, trifaisca!


Foi a minha cache n.º 1449. Encontrada sexta-feira, às 14h05.

TF-04 O Eremita #01

Additional Images Additional Images

TF-04 O Eremita #01 TF-04 O Eremita #01

TF-04 O Eremita #02 TF-04 O Eremita #02

TF-04 O Eremita #03 TF-04 O Eremita #03

TF-04 O Eremita #04 TF-04 O Eremita #04

TF-04 O Eremita #05 TF-04 O Eremita #05

TF-04 O Eremita #06 TF-04 O Eremita #06

TF-04 O Eremita #07 TF-04 O Eremita #07

TF-04 O Eremita #08 TF-04 O Eremita #08

TF-04 O Eremita #09 TF-04 O Eremita #09

TF-04 O Eremita #10 TF-04 O Eremita #10

TF-04 O Eremita #11 TF-04 O Eremita #11

TF-04 O Eremita #12 TF-04 O Eremita #12

infoThis is the original cache type consisting, at a bare minimum, a container and a log book. Normally you'll find a tupperware container, ammo box, or bucket filled with goodies, or smaller container ("micro cache") too small to contain items except for a log book. The coordinates listed on the traditional cache page is the exact location for the cache.
Visit Another Listing:

Advertising with Us