Skip to Content

View Geocache Log

Found it Mangusto73 found Meu tempo de criança

Saturday, December 30, 2017Porto, Portugal

Este Sábado decidi dar uma volta pela Maia, para procurar algumas caches e passear um bocado.

Um dia agradável, repleto de descobertas e de conhecer cantos e recantos.

Esta foi a ultima cache deste dia, e que cache para terminar o dia... vamos por etapas.

Chegado ao ponto inicial, isto era cerca das 12h30, e depois de ter a coordenada do final...que acaba logo ao lado, vi que o Museu só abria às 14h.

Resolvi fazer um compasso de espera e fui procurar algumas caches pelas redondezas. A vantagem de não fazer caches durante umas temporadas mais longas no Porto é que depois tenho sempre muito com que me entreter.

Estava na multi do Mural quando a família Covinhas parou para me cumprimentar. Olhei para o relógio e vi que já era hora de voltar ao ponto final deste enigma.

Entrei no Museu e fui logo cumprimentado por um Sr. Tavares, que fiquei a saber é um dos responsáveis pelo museu. Passei as duas primeiras salas que me deram a conhecer os tempos idos da Maia, desde a era mais primitiva, até aos Romanos e ao Gonçalo Mendes da Maia.

Ia eu para o ver o restante quando me deparo com o final do enigma, fiquei estupefacto. Uma obra fantástica e até tem um armário parecido com um que a minha avó tem e,algo que muitas casas portuguesas têm, um menino da lágrima. Mas eu não vou ser Spoiler, aconselho a verem todos os pormenores desta cache, vale a pena.

Depois segui para o resto do museu que tem dois exposições temporárias. Uma sobre alfaias agrícolas e outra sobre a gastronomia maiata, inclui os Rojões...confesso que fiquei com água na boca.

Entretanto fiquei a conhecer ainda melhor o Sr. Tavares, com quem tive uma conversa que durou quase uma hora, uma conversa maravilhosa sobre a história e os costumas na Maia.

Não há a menor duvida foi uma excelente forma de terminar o dia.

O Covinhas na listing pede para relembrar-mos os tempos da nossas financia. As memorias são muitas, desde os desenhos animados da Abelha Maia, da Heidi ou do Sandokan...o Tigre da Malasia. At´é aquelas memorias das brincadeiras, de sair de casa e pura alegria. Confesso que os meus desenhos animados favoritos foram "Era uma vez o Espaço", ainda hoje quando ouço o genérico cantado pelo Pedro Malagueta...ainda hoje sinto um arrepio quando a oiço.

Pela terceira vez neste log, depois desta cache senti-me saciado. Foi uma cache que preencheu na perfeição os trâmites que considero para ser uma cache fantástica.

Parabéns e obrigado ao Sergio e à família Covinhas por esta cache e desejos de boas entradas e um feliz ano de 2018...para coces e para todos os malucos dos tupperwares.

Para a Paula Covinhas cozinhar - I

Additional Images Additional Images

Era uma vez...no Espaço. Era uma vez...no Espaço.

infoA Mystery Cache is the “catch-all” of cache types, this form of cache can involve complicated puzzles you will first need to solve to determine the coordinates. The only commonality of this cache type is that the coordinates listed are not of the actual cache location but a general reference point, such as a nearby parking location. Due to the increasing creativity of geocaching this becomes the staging ground for new and unique challenges.
Visit Another Listing:

Advertising with Us

Return to the Top of the Page